Polícia Civil esclarece mais uma investigação envolvendo quadrilha de roubos a bancos

No dia de ontem (08), uma ação da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) prendeu em flagrante quatro pessoas pela participação de um roubo a uma agência do Banco do Brasil, na Av. Prudente de Morais, e por integrarem associação criminosa especializada em roubos a bancos. Em uma troca de informações com a Polícia Civil de Pernambuco, a Deicor tomou conhecimento de que este grupo, todos naturais de Pernambuco, estariam em Natal para mais uma ação criminosa.

Por volta das 3h da manhã deste domingo, os policiais identificaram dois veículos utilizados pelos criminosos: um Fiat Uno de cor prata e um caminhão Hyundai HR. O caminhão foi encontrado estacionado em um local próximo a uma agência bancária da avenida Prudente de Morais, no bairro de Lagoa Seca, onde aconteceria o roubo, e o Fiat Uno, carro em que os suspeitos se encontravam, foi abordado na cidade de Parnamirim. No carro foram presos em flagrante, Alexandre Ferreira da Rocha, 55 anos, Eliandro Lima de Souza, 41 anos, Valmir Barbosa de Araújo, 39 anos, e o suspeito que se identificou aos policiais como Manoel Pereira da Silva, 51 anos, porém, seu nome verdadeiro é Plínio.

Nesta segunda-feira (09), o banco Bradesco comunicou à polícia que havia ocorrido um ataque à agência situada na Prudente, sendo cortado o cofre e furtado um valor acima de 20 mil reais. No local haviam etiquetas similares as que foram achadas na casa onde estava Plínio, um dos presos envolvidos. Também foi encontrado no local todo o material utilizado na ação criminosa, que é idêntico ao que foi usado no assalto à agência do Banco do Brasil. Com este conjunto de provas, os homens também serão responsabilizados criminalmente pelo furto qualificado à agência do Bradesco da Av. Prudente de Morais.

Os homens foram autuados em flagrante por associação criminosa e responderão também por posse de munição de uso restrito e tentativa de furto ao Banco do Brasil.

Após as primeiras divulgações de imagens dos criminosos na imprensa, a Deicor recebeu informações de que uma senhora e um jovem estariam em um condomínio no bairro de Nova Parnamirim, em Parnamirim, e que possivelmente este imóvel seria de Plínio, também apresentado como Manoel Pereira. A abordagem da polícia no local, constatou que trata-se da mãe e de um filho de Plínio, que haviam chegado em Natal com uma caminhonete Ford S10, para levar parte do material que está apreendido pela Deicor.

As informações prestadas pelos familiares de Plínio, apontaram que o nome verdadeiro dele é Manoel das Chagas Neto, e que a residência onde o material foi apreendido, no bairro de Jóquei Clube, em Parnamirim, está em um contrato de aluguel em seu nome a cerca de um ano.



source https://www.blogdobg.com.br/policia-civil-esclarece-mais-uma-investigacao-envolvendo-quadrilha-de-roubos-a-bancos/
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário