Qual é o curso que rende o estágio que paga melhor no Brasil? Veja ranking

A variação no número de estagiários nas empresas é um termômetro da economia brasileira. Se de um lado, é natural imaginar que em períodos de retração há substituição de funcionários efetivos por universitários (mão-de-obra mais barata), do outro, a falta de vínculo empregatício também facilita a rescisão de contrato de estágio.

“A rescisão é menos onerosa e, na crise, o estagiário é mais facilmente cortado”, diz Marcelo Gallo, executivo do CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola). Tão fácil quanto a demissão na crise é também a recontratação aos primeiros sinais de melhora do ambiente econômico. Quando há retomada responde mais rápido, já que muitas empresas recomeçam a contratar pelos estagiários”, diz Gallo.

Nos primeiros dois meses deste ano, o CIEE encaminhou 272.780 estudantes para processos seletivos de estágio. No mesmo período do ano passado foram 250.261 encaminhamentos. O crescimento chega a quase 10%, e é motivo de otimismo.

Em relação às vagas de estágio, o primeiro bimestre 2018 teve 15,2% mais oportunidades: 68.983 vagas abertas contra 59.869 abertas no mesmo período do ano passado.

Ciências econômicas é o curso que tem a remuneração média mais alta dos 20 cursos universitários, seguido por sistemas de informação. Confira o ranking CLICANDO AQUI(em texto na íntegra).

Exame



source https://www.blogdobg.com.br/qual-e-o-curso-que-rende-o-estagio-que-paga-melhor-no-brasil-veja-ranking/
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário