Sheila Freitas: “A redução de homicídios este ano é resultado do trabalho integrado”

Sheila Freitas, secretária de estado da segurança pública e delegada de polícia civil no rn
O Fórum Brasileiro de Segurança Pública divulgou, na última quarta-feira (08), dados atualizados sobre os índices de violência no País e o Rio Grande do Norte assumiu o topo da lista como o estado mais violento de 2017 com 68 mortes violentas para cada grupo de 100 mil habitantes – bem acima da média nacional que registrou 30,8 mortes. Ao mesmo tempo, o RN foi a unidade da federação que teve a maior redução – 19% com relação a 2016 – de investimentos na área de segurança pública ano passado.

Para comentar esses números, e falar sobre quais as estratégias adotadas pela Secretaria Estadual de Segurança Pública para reverter esse quadro, a titular da Sesed, Sheila Freitas, que assumiu a pasta em abril de 2017, concedeu a seguinte entrevista à reportagem da Tribuna do Norte. Entre outras afirmações, ela assegurou que ações integradas entre as polícias Militar e Civil têm contribuído para a queda de 14,1% em 2018 do número de assassinatos em relação ao mesmo período de 2017. Para Sheila, “não se faz segurança sem investimento e sem pessoal. Nossa maior dificuldade é com relação a falta de pessoal”.

Como equacionar o aumento da violência com a redução de investimentos na área de segurança pública no RN?

O Estado ficou em uma situação que não tinha condições nem de pagar os salários dos servidores, e seria incomum deixar de pagar o servidor para investir em segurança pública. Em razão da crise, tivemos a repetição em 2017 do mesmo orçamento do ano anterior, e com salários atrasados houve contingenciamento dos gastos que reduziu o investimento na segurança pública. O ano passado foi muito ruim para a segurança no RN, e acreditamos que a elevação da criminalidade tenha ganhado força com o impacto do episódio na Penitenciária de Alcaçuz. Confira a entrevista completa aqui...


Tribuna do Norte
Via Na Ficha da Polícia RN https://ift.tt/2pFbs82
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário