VÍDEO MOSTRA MOMENTO EM QUE DELEGADO AGRIDE E APONTA ARMA PARA ROSTO DE POLICIAL DENTRO DE DELEGACIA DO RN

Delmontiê Falcão, atualmente aposentado, foi preso na manhã desta segunda-feira (22). Imagens foram gravadas em 2015, quando ele era titular da Delegacia Regional de Macau.
Imagens mostram momento em que o delegado agride com um tapa e depois aponta a arma para o rosto do policial — Foto: Reprodução/Vídeo
A Polícia Civil potiguar divulgou um vídeo que mostra o momento em que o delegado Delmontiê Evaristo Falcão, atualmente aposentado, agride com tapas um policial civil e aponta uma arma para o rosto dele, fato ocorrido em 2015 dentro da delegacia de Macau.
Foram estas imagens, ainda de acordo com a polícia, que embasaram a abertura de um inquérito que levou, na manhã desta segunda (22), a realização de uma operação que prendeu o delegado – apontado como chefe de um grupo de pistolagem na região Oeste potiguar.
A operação que prendeu o delegado foi batizada de 'Hostes', e foi realizada nas primeiras horas da manhã por agentes da Delegacia Especializada em Defesa do Patrimônio (Dedep) e da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor). O delegado estava em uma granja, com a família, localizada entre os municípios de Vera Cruz e Macaíba, na Grande Natal.
Mandados de busca e apreensão também foram cumpridos em Ipanguaçu, Vera Cruz, Macaíba e Natal. Foram apreendidas armas de fogo, munições e uma motocicleta roubada que estava na residência do delegado.
Durante as buscas, ainda de acordo com a Deicor, foram apreendidas armas de fogo e munições — Foto: Polícia Civil do RN/Divulgação
As investigações foram iniciadas a partir de uma denúncia feita pelo policial civil agredido.
Delmontiê, que se aposentou no ano passado, foi titular de várias delegacias do estado, incluindo delegacias especializadas. Em 2015, ele era titular da Delegacia Regional de Macau, que também atende ao município de Assu, onde o policial agredido trabalhava.
Em coletiva realizada pela manhã, a Delegacia Geral da Polícia Civil informou que Delmontiê deve ser indiciado pelos crime de tortura, abuso de autoridade, prevaricação, constituição de milícia privada, porte ilegal de arma de fogo, posse irregular de munição de uso restrito e permitido, além de adulteração de veículo automotor.

G1-RN



Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário