"Ele me deu um boa noite cinderela", diz suspeito de matar contador

O principal suspeito de ter matado a pauladas o contador Pedro Eduardo da Silva, em Fevereiro deste ano confessou a polícia que cometeu o crime porque a vítima tinha dado a ele um "Boa noite cinderela", entorpecente que ingerido com a bebida alcoólica deixa o indivíduo desacordado.

Preso na carceragem da Central de Flagrantes na noite desta terça-feira (13), Francisco Félix de Lima de 23 anos não quis dá detalhes do dia do assassinato, mas revelou que foi drogado pelo contador. "Eu fiz porque ele errou colocando drogas na minha bebida", disse. Após A afirmação o suspeito se negou a responder qualquer outra pergunta.

Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário