Pestana Convento do Carmo recebe ateliê itinerante do artista plástico Elano Passos



O artista plástico Elano Passos levará para o Pestana Convento do Carmo (Salvador), entre agosto e setembro, o seu ateliê itinerante e obras em preto e branco. O artista, que tem o costume de realizar ocupações artísticas sempre acompanhado das suas canetas e papéis, agora vai mergulhar na história do Santo Antonio Além do Carmo.

Nesse período, além de apresentar alguns trabalhos realizados, o artista também criará novas telas tendo como base a arquitetura e peculiaridades locais. "Quando fala em Salvador, não consigo pensar em outro lugar como o Centro Histórico, retratar o colorido das ruas e sua gente é de uma grandiosidade, é a verdadeira riqueza cultural que nós temos", conta Elano.

A iniciativa é mais uma aposta cultural do Pestana Hotel Group, uma das vertentes do grupo nas comemorações de 20 anos de atividade no Brasil. Recentemente, o Pestana Convento do Carmo foi o hotel oficial da Festa Literária Internacional do Pelourinho (Flipelô) pelo terceiro ano consecutivo.

Serviço – Ateliê Itinerante Elano Passos
Período: 30/8 a 08/9
Horário: 10h00 às 18h00
Local: Sala do Conselho no Pestana Convento do Carmo - R. do Carmo, 1 - Santo Antônio Além do Carmo, Salvador (BA)
Entrada: Gratuita

Sobre o artista e seu traço essencial

Artista que se dedica à essência das formas, à pureza dos traços, sem aplicação de cor nem acabamento fiel à realidade, Elano Passos apresenta uma obra que poderia ser finalizada pela imaginação de cada um por ser de natureza inacabada, por trazer a leveza de um traçado que de tão despretensioso revela a personalidade de um desenhista autêntico na sua forma de traduzir o mundo.

Ao exprimir as coisas da vida através de uma arte que persegue a simplicidade e a sobriedade, Elano propõe uma valorização do que é fundamental, uma conexão com o que é realmente necessário, fugindo do excesso de informação para dialogar com o essencial. A medida exata do pouco que tudo diz. O preto no branco sem ruídos.

Linha ascendente - Desde que o baiano Elano Passos decidiu mostrar sua arte, os acontecimentos confirmaram o potencial de receptividade da sua obra. Em novembro de 2016, em Alagoinhas, realizou a primeira exposição ao lado de amigos. Quando 2017 chegou, oportunidades novas surgiram como a obra "Os Reis Magos" no jornal Correio e a entrega do troféu-arte ao cantor Carlinhos Brown em pleno Sarau, no Museu do Ritmo. Ainda no mesmo ano, ele criou três exposições: "Salvador Em Nanquim", uma homenagem a Salvador; "Bahia em 4 Estilos" convidando outros 3 artistas para compor o cenário com técnicas diferentes; e na Bahia Marina, inspirada nas flores e no segmento náutico.

O artista também teve seu trabalho exposto nas duas últimas edições da Casa Cor Bahia 2017 e 2018 e Morar Mais por Menos, na Hora da Criança, e no Anuário de Arquitetura e Decoração da Bahia.

Em 2018, além da continuidade de produções únicas e exclusivas, Elano foi convidado para ilustrar os últimos dois livros do poeta cearense Bráulio Bessa, "Poesia que Transforma" e "Recomece". "A ligação inicial com Braulio começou com a identificação aos temas nordestinos, em seguida, conhecendo um pouco mais as suas poesias e história, percebi que a simplicidade de como ele se comunica com seu público faz sentido com a essência dos traços que adoto para criar minha arte e transmitir a mensagem, impactando de maneira direta", revela o artista.

Ainda este ano, o artista assinou intervenção na Vila EcoSquare, no Rio Vermelho, com o tema "Rio Vermelho, Preto e Branco", atuando durante 10 dias como anfitrião para aquilo que veio a se tornar uma exposição coletiva e também foi uma das principais atrações do stand da Bahiatursa na maior exposição de turismo do país, a ABAV. E, seguindo a linha do "faça ao vivo", conceituou a intervenção "Estações do Rio Vermelho" que aconteceu nos postes de luz do bairro Rio Vermelho durante a Virada Sustentável de Salvador.

Em 2019, começou o ano assinando as 5 vinhetas de festas populares da Rede Bahia e fez a curadoria e exposição "Arte no Ar" transformando os tapumes de reforma em obras de arte, que está em cartaz no Aeroporto de Salvador.

"O mais gratificante depois de tanto trabalho realizado é ver que as pessoas, em tão pouco tempo, já reconhecem meu traço e se identificam com ele. Esse é o maior retorno que um artista pode receber, ter a sua identidade reconhecida e admirada", conclui o artista.
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário