Após ganhar roda de samba em hospital, idoso recebe alta. “A música ajudou”.

José da Penha, ou “Seu Zé”, como é conhecido, recebeu uma visita inesperada durante sua internação no Hospital de Clínicas de Marília. Uma roda de samba invadiu seu quarto no hospital e, Seu Zé até participou tocando seu pandeiro.

Com 63 anos, ele estava internado para tratamento paliativo de um câncer e admite que a realização de seu sonho de poder tocar pandeiro com músicos profissionais o ajudou a ganhar forças para melhorar e voltar para casa.

“O samba no hospital me ajudou muito, pois naquele ambiente é comum a gente ter pensamentos pesados, de dúvidas. E poder realizar sonhos nos dá força para acreditar que a vida continua, numa boa”, relatou Seu Zé.

Tudo começo quando a técnica de enfermagem Bruna Roberta Nascimento Oliveira escutou de “Seu Zé” que seu grande sonho na vida era participar de uma roda de samba e poder tocar seu pandeiro, algo que fazia somente junto a amigos.

“Quando um paciente recebe carinho, ou consegue fazer coisas que nunca tinha feito, ele ganha um ânimo que é fundamental para seu quadro clínico. A felicidade ajuda a melhorar a saúde”, defende a Bruna Roberta.

O servidor público admite que o primeiro sentimento no dia da roda de samba foi de surpresa, mas logo em seguida ele foi tomado pela felicidade. “Seu Zé” empunhou o pandeiro que só tocava “de brincadeira”, em bares e com amigos, e acompanhou os acordes dos músicos profissionais.

“O hospital é um ambiente que precisa de momentos de alegria, ele não deve ser apenas um lugar de lágrimas”, ressalta.
Com informações de G1
CONTI OUTRA


source http://www.diariopotiguar.com.br/2019/09/apos-ganhar-roda-de-samba-em-hospital.html
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário