"Alienígenas existem e não somos os únicos no universo”, diz ex-chefe do serviço secreto inglês

O ex-espião número 1 da Grã-Bretanha afirmou surpreendentemente que ETs existem.

Sir John Sawers, ex-chefe da agência de espionagem inglesa MI6, compartilhou suas opiniões na Digital Transformation Exposição, em Londres. Ele disse que o tamanho infinito do universo significa que seria "extraordinário se uma forma de vida comparável à nossa não existisse em outro lugar". Ele disse: "Acho que seria terrível se em um universo infinito o planeta Terra fosse único habitado. Devemos avançar com a suposição de que nada neste planeta é único".

As opiniões de Sir Sawers, que foi chefe do Serviço de Inteligência Secreta de 2009 até 2014, são apoiadas por mais da metade do público do Reino Unido. Uma pesquisa do site YouGov em 2015 descobriu que 58% dos ingleses acreditam que exista vida inteligente espalhada pelo universo, mas está muito longe para entrar em contato conosco. Os ufólogos discordam.

Sawers, ex-chefe do Serviço de Inteligência do Reino Unido (Crédito: Stan Honda)

"Um número um pouco menor pensa que os humanos ainda não estão avançados o suficiente para se comunicar com alienígenas", afirmou. Enquanto isso, uma em cada cinco pessoas está convencida de que já contatamos vida extraterrestre inteligente, mas que o governo a encobriu os fatos. Sir John não é o único grande nome a concordar que alienígenas existem.

Nick Pope, com sua posição privilegiada no Ministério da Defesa britânico (MoD), e que se tornou uma celebridade da televisão por suas revelações sobre documentos secretos do governo de seu país, diz que as pessoas estão preparadas para saber que contatos com seres extraterrestres já ocorreram. Ele era especialista sênior do MoD e será o convidado especial do UFO Summit Brazil 2019, em novembro.

Pope comandou o Projeto UFO de investigação oficial de discos voadores do MoD entre 1991 e 2004. Inicialmente, ao ser designado para o cargo, considerou que isso não seria bom para sua carreira devido ao ridículo com que a questão ainda era tratada no começo dos anos 90. Hoje, três décadas depois, Pope é conhecido como o " verdadeiro Fox Mulder", em alusão ao clássico seriado "Arquivo-X".

"No século 21 as pessoas estão preparadas para saber que os contatos já ocorreram", disse Pope durante a apresentação em Los Angeles. "A razão pela qual essas informações continuam escondidas das pessoas e mantidas em segredo pelos governos é porque a tecnologia usada pelos alienígenas pode ser descoberta e esses avanços tecnológicos possam ser usados como arma pelos países inimigos ou grupos terroristas", revelou.

Assista a entrevista de Pope a Tucker Carlson no programa Tucker Carlson Tonight aqui: https://youtu.be/d3xwee-8rMM

Ele mencionou também em recente entrevista que o Pentágono e a Marinha americana parecem ter mudado sua descrição dos fenômenos aéreos não identificados depois que Tom DeLonge, da To The Star Academy, fez vazar três vídeos de UFOs que foram publicados mais tarde pelo "New York Times". "Até os vídeos serem lançados, a Marinha ficou em silêncio sobre o assunto", disse Pope a Tucker Carlson no programa Tucker Carlson Tonight.

"Até este momento a Marinha disse muito pouco e, na verdade, deixou a porta aberta. Agora, o que eles fizeram foi inverter o discurso. Primeiro, estão admitindo que os UFOs são reais. E, segundo, que esse é um fenômeno de natureza extraterrestre. Pope disse ainda que o governo dos Estados Unidos já havia chamado as naves espaciais de "aeronaves avançadas desconhecidas".

"Por que essas notícias não estão na primeira página dois jornais de todos os lugares?", ele perguntou Carlson. Pope concordou que deveria haver mais foco em encontrar a verdade por trás dos novos vídeos. Ele alega que ainda muito precisa ser feito e cobrado para que o real desacobertamento ufológico aconteça. Sua presença no UFO Summit Brazil 2019, junto de Stephen Bassett, o maior ativista pela liberdade de informação da atualidade, tem por intuito instruir a população sobre tudo que está vindo à tona e firmar uma parceria entre nações para que mais ações sejam tentadas na luta pela abertura definitiva da realidade ufológica.

Um evento vai debater as novas revelações

Nick Pope, Stephen Bassett e A. J. Gevaerd estão à frente do maior evento sobre Ufologia que já se planejou no país, que ocorrerá em novembro em Recife (dia 16), Porto Alegre (19), São Paulo (21) e Curitiba (23). Trata-se do UFO Summit Brazil 2019, que pretende reunir mais de 3 mil pessoas em todas estas cidades para apresentar as novas e recorrentes revelações americanas e outras, inclusive brasileiras, confirmando a existência de discos voadores em ação na Terra.

Serviço: UFO Summit Brazil 2019 
Conferencistas: A. J. Gevaerd, Nick Pope e Stephen Bassett
Valores: A partir de R$ 120


Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário